30 de nov de 2010

Arte agressiva e macabra no próprio corpo

O  desenhista, pintor, performance e cineasta austríaco Günter Brus se formou na escola de arte Graz, em Viena, e foi um dos fundadores do grupo Aktionismus.
Seu próprio corpo era o ponto-chave de sua arte.Muitas vezes ele se libertava da tela e fazia de seu corpo o único meio da arte.A auto-mutilação também era destacada em sua "obra" corporal...Obscenidade, sofrimento e agressão física eram os instrumentos usados em seus trabalhos.
Ele foi levado a prisão por causa de sua própria arte. Durante a exposição " Arte e Revolução", Brus foi filmado tirando a roupa, se cortando com uma navalha, se masturbando e bebendo sua própria urina. E tudo isso cantando o hino nacional da Áustria...Claro que o governo não gostou e o condenou a seis meses de prisão, mas o artista conseguiu fugir com sua família.
Chegou um momento que para Brus, haviam acabado todas as possibilidades estéticas de seu corpo e passou a se dedicar aos desenhos, mas sempre manifestando obscenidade, agressão física, dor e crueldade.











28 de nov de 2010

A arte obscura e surrealista de Esao Andrews

Pinturas sombrias e subliminares com toques de surrealismo e erotismo, fazem da arte do americano Esao Andrews, um convite para a reflexão da vida.
Nascido no Arizona, se mudou para Nova York, onde estudou na Escola de Artes Visuais e também já fez capa para a banda Circa Survive
Suas obras são cheias de beleza e um estilo incomum que até parece nos levar a uma viagem ao subconsciente.
Vale a pena conferir o trabalho de Esao Andrews:












22 de nov de 2010

As pinturas trágicas e perturbadoras de Zdzisław Beksiński

Guardem esse nome: Zdzisław Beksiński, com certeza um nome muito simples e fácil de guardar!Zdzisław é um fotógrafo e pintor polonês que fez vários trabalhos maravilhosos e sombrios.
Suas obras são fantásticas, trágicas, perturbadoras e um tanto surrealistas, com paisagens estranhas ou seres humanos marcados de uma forma diferente e sombria.
Infelizmente, o lado trágico não foi registrado apenas em suas obras, mas também no fim de sua própria vida. Esse grande artista foi assassinado em fevereiro de 2005.Tudo o que restou foram suas belas artes.













17 de nov de 2010

Estranhas esculturas de caveira

Jim Skull é um artista de Nova Caledônia que faz estranhas e obscuras esculturas. Devido à sua obsessão por caveiras, chegou a ser conhecido como "Jim Crânio".
O artista já viajou para vários países como Índia, Austrália e Nova Zelândia, onde conheceu várias culturas e rituais que muitas vezes inspiraram suas obras.
Seus trabalhos já foram expostos em diversas mostras de arte e até nos bares de Paris.
Confira algumas de suas estranhas obras:




16 de nov de 2010

Ilustrações macabras e fantásticas de Juan Serrano

Juan Serrano é um ilustrador espanhol especializado no gênero de terror e fantasia. Seus trabalhos já ilustraram revistas, livros de RPG e jogos de cartas nos EUA e Espanha. Ele já foi chamado até para fazer um trabalho à uma banda de death metal chinesa.
Além de ser um grande desenhista, Serrano ensina sua arte. Seu trabalho é sua grande paixão, mas o ensino desse ofício, é outra grande paixão.Ele gosta de transmitir todo o conhecimento e experiência adquirida ao longo desses anos. Com certeza, suas aulas de desenho devem ser um aprendizado em tanto para os amantes da arte obscura!
Espero que gostem da arte desse grande ilustrador:








13 de nov de 2010

O mestre da arte do terror :Clive Barker

O inglês Clive Barker é um dos maiores autores de terror e fantasia, também conhecido pelo seu trabalho de cineasta e artista visual. Escreveu várias histórias curtas que o consagrou no gênero terror, como Livro de Sangue, que ganhou adaptação para o cinema.
Livro de Sangue

Um dos filmes de terror mais famosos dirigido por Barker foi Hellraiser , que explora o tema sadomasoquismo, e o Senhor das Ilusões, também escrito por ele.
Já as obras de arte desse grande artista do terror são representadas por figuras deformadas, muitas vezes chocantes e fora do comum mas que retratam as emoções humanas. Confira algumas artes de Clive Barker: