13 de jul de 2012

Ensina-me a viver: a morte como humor negro no cinema

O filme Harold and Maude, no Brasil entitulado Ensina-me a viver, é uma comédia de humor negro de 1971 estrelado por Bud Cort e Ruth Gordon. No filme, Cort interpreta Harold Chasen, um garoto de 20 anos (que mais parece ter uns 13 anos...) que é obcecado pela morte.
Harold  é um menino solitário que adora ir a enterros, tem um carro funerário e ainda em várias cenas do filme, ele se finge de morto.
Claro que esse gosto macabro de Harold deixa sua mãe preocupada e ela acha que ele deveria se casar para assumir responsabilidades e quem sabe deixar de lado esse gosto estranho pela morte. E toda vez que suas pretendentes aparecem para conhecê-lo, ele faz algo bizarro, como cortar seu próprio braço e se queimar, o que claro, deixa suas pretendentes assustadas e uma delas até sai correndo!
Por sorte, em um enterro, Harold conhece uma senhora de 80 anos, Marjorie Maude (interpretada por Ruth Gordon) que tem o mesmo gosto que o dele. Chansen acaba se apaixonando por ela e a pede em casamento, apesar da diferença de idade.
Algumas das "mortes" de Harold no filme são: por enforcamento, degolado na banheira, afogado na piscina, com um tiro na cabeça, queimado, com um punhal que ele finge se matar como um ritual de um samurai e o carro caindo no precipício.
Seguem algumas cenas das mortes de Harold:








Cena que ele corta o próprio braço para assustar uma de suas pretendentes:



Segue um vídeo com as cenas das mortes de Harold: