5 de ago de 2010

David Nebreda: Auto-Retratos e desenhos feitos com o próprio sangue

Imagine um fotógrafo que vive isolado em seu mundo, sem ter nenhuma comunicação exterior, sem rádios, livros e televisão, é  vegetariano e pratica a abstinência sexual. A principal estrela de sua arte é ele mesmo. Seu passatempo são seus auto-retratos com feridas e alguns desenhos pintados com o próprio sangue.Acredite, esse fotógrafo existe: é o espanhol David Nebreda.Suas obras foram expostas em Paris,onde o crítico e filósofo Léo Scheer se impressionou e decidiu divulgá-las.
Veja alguns dos trabalhos de David Nebreda:

4 comentários:

VAI NA FE QUE DA! disse...

Surrealista estas imagens, mas tem algo que desperta a curiosidade. Achei legal o tema!

seuvicio disse...

Ele tem bosta na cara.

Tatiana C. Mendes disse...

Vim até aqui para te seguir, via orkut, mas... fiquei vendo as postagens e devo confessar que esta, em especial, despertou minha atenção. Certo, é arte, reconheço, de fato, como tal, mas ao mesmo tempo... é grotesco, negro, enfim. Nunca vi nada igual. Muito interessante a matéria, mesmo.

Abraço,

Tatiana C.

http://online-bp.blogspot.com/

Estarei linkando seu site, caso queira parceria... ficarei grata.

werfwfwfe disse...

Se considerar isso como arte , todo artista é um esquizofrenico e deveria estar internado ! Isso é um retrato do sofrimento delirante de um esquizofrenico paranoide ! Como cosiderar arte fotos tiradas de uma pessoa siamesa !? Simplesmente visa o lucro com o sofrimento de outros ! Digo isto pq tenho um filho assim e nada tem de arte !

Postar um comentário